Uma nova indicação terapêutica do Lenvima (mesilato de lenvatinibe) para o tratamento de carcinoma de células renais avançado foi aprovada nesta segunda-feira (11/2). O Lenvima (mesilato de lenvatinibe) está registrado na Anvisa desde agosto de 2016. 

A indicação anteriormente aprovada era para o tratamento de pacientes adultos com carcinoma diferenciado da tireoide – CDT (papilífero, folicular ou célula de Hu¨rthle) localmente avançado ou metastático, progressivo, refratário à radioiodoterapia. Além desta indicação, o Lenvima (mesilato de lenvatinibe) agora também é indicado, em combinação com o everolimo, para o tratamento de pacientes com carcinoma de células renais avançado (CCR), após tratamento prévío com terapia antiangiogênica. 

Doença

O câncer renal representa aproximadamente 3% de todos os tipos de câncer no mundo. No Brasil, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), a incidência estimada é de sete a dez casos para cada 100 mil habitantes. A nefrectomia, cirurgia para retirada de um rim, é a base do tratamento para o câncer de célula renal, mas cerca de 40% dos pacientes apresentam recidiva (reaparecimento da doença) dentro de três anos após a cirurgia e 20% a 30% dos pacientes desenvolverão metástases. O prognóstico desse tipo de câncer depende, dentre outros fatores, da idade do paciente e da rapidez em se diagnosticar e tratar a doença.  

Quer saber as notícias da Anvisa em primeira mão? Siga-nos no Twitter @anvisa_oficial e Facebook @AnvisaOficial

 





Fonte

0 Comentários

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido