Foi publicada nesta segunda-feira (11/2) a resolução RDC 266/2019 que trata da interposição de recursos administrativos diante das decisões da Anvisa. O novo texto padroniza a análise dos recursos administrativos e estabelece um fluxo único para todos os casos.

Uma das principais mudanças é concentração de todos os recursos administrativos na Gerência-Geral de Recursos (GGREC), criada por meio da RDC 255/2018. A área vai julgar em segunda instância todos os recursos interpostos contra decisões de primeira instância administrativa das unidades da Anvisa.

Além disso, a RDC 266/2019 também harmoniza a contagem dos prazos legais e define os procedimentos com maior clareza. Todos os prazos da norma estão alinhados com os prazos da legislação sanitária já vigente, incluindo as Leis 6.937/77, 9.782/99 e 13.411/2016.

Início dos trabalhos

A primeira sessão de julgamento está prevista para ocorrer no próximo dia 20 de fevereiro de 2019, às 9h, na modalidade presencial reservada. As empresas com recursos pautados e que tenham interesse de manifestar-se oralmente poderão solicitar audiência por meio do sistema parlatório da Anvisa.

Confira a pauta da primeira sessão de julgamento.

Acesse o sistema de agendamento do parlatório da Anvisa.

Para as empresas o acompanhamento do andamento dos recursos continua sendo feito pelo sistema Datavisa.

Leia também: Anvisa cria nova instância recursal.

 

Quer saber as notícias da Anvisa em primeira mão? Siga-nos no Twitter @anvisa_oficial e Facebook @AnvisaOficial

 





Fonte

0 Comentários

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido