Fruto da parceria entre a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o Curso Qualidade em Saúde e Segurança do Paciente terá lançamento do edital de seleção de alunos no dia 28 de janeiro. O curso é oferecido na modalidade a distância, com encontros presenciais. São 888 vagas para profissionais que atuam nos serviços de saúde, preferencialmente médicos, enfermeiros e farmacêuticos e 112 vagas para trabalhadores das secretarias estaduais de saúde que atuam no campo da vigilância sanitária de serviços de saúde e de outras áreas vinculadas à segurança do paciente, além de representantes de Comitê de Implementação do Programa Nacional de Segurança do Paciente que atuam em órgãos federais envolvidos com a segurança do paciente.  

 

1. Atuar profissionalmente: 

 

  • em hospitais públicos com mais de 100 leitos, hospitais públicos de ensino¿com pelo menos 100 leitos, hospitais públicos universitários com mais de 100 leitos (incluindo os que fazem parte da EBSERH), ou hospitais filantrópicos acima de 100 leitos (com pelo menos 60% de leitos do SUS) – os interessados devem ser indicados pelos hospitais; 
  • nas secretarias estaduais de saúde. Representantes¿das secretarias estaduais de saúde que atuam na vigilância sanitária de serviços de saúde ou que sejam de outras áreas com atuação em segurança do paciente (atenção primária à saúde, atenção ambulatorial especializada, atenção hospitalar e assistência farmacêutica); 
  • na Anvisa, no Ministério da Saúde, na ANS, na Fiocruz, na EBSERH Sede, no Conass ou no Conasems. Representantes indicados pelo Comitê, que atuem no tema de segurança do paciente. 

2. Apresentar carta de indicação assinada pelo responsável, informando a indicação e a liberação do profissional para o curso. 

 

3. Ter habilidade para utilizar computadores e dispor de recursos ágeis de conectividade: internet, e-mail, fórum e chat. 

 

4. Ter disponibilidade de 8 (oito) horas semanais para o curso. 

 

5. Estar disponível para participar de três encontros presenciais, responsabilizando-se pelos eventuais custos decorrentes de alimentação, deslocamento e hospedagem.¿ Os encontros presenciais serão realizados nas capitais das unidades federativa 

A avaliação de desempenho do aluno ocorre ao longo do curso e engloba ações de acompanhamento e de avaliação das atividades propostas. As ações de acompanhamento dizem respeito às atividades previstas nas unidades de aprendizagem e ao grau de participação e interesse do aluno nas atividades presenciais e a distância. 

A nota/conceito final do aluno no curso é calculada com base nas notas/conceitos obtidos nas atividades de avaliação a distância e das duas avaliações presenciais. A conversão das notas em conceitos obedece à equivalência estabelecida no Regulamento de Ensino da ENSP, aprovado em dezembro de 2015, a saber: 

  • conceito A/Excelente – notas de 9,0 a 10,0 
  • conceito B/Bom – notas de 7,5 a 8,9 
  • conceito C/Regular – notas de 6,0 a 7,4 
  • conceito D/Insuficiente – notas iguais ou menores a 5,9. 

A nota/conceito final do aluno sintetiza as notas/conceitos obtidos em cada unidade de aprendizagem. Os alunos com conceito final A, B ou C são aprovados, e os que obtêm conceito D, que expressa a condição de insuficiência, não são aprovados. 

Ao final do curso, a ENSP/Fiocruz irá conferir os certificados de especialização aos alunos que cumprirem as exigências acadêmicas: realizar todas as atividades propostas; alcançar, no mínimo, o conceito C em cada uma das unidades de aprendizagem, nas duas avaliações presenciais e no Trabalho de Conclusão do Curso (TCC); cumprir o prazo máximo de finalização das unidades e do TCC, a contar da data de início do curso; entregar a documentação completa exigida no momento da matrícula. 





Fonte

0 Comentários

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido